Desporto e Natureza

Área de Projecto 12ºB – Colégio da Imaculada Conceição – 2007/2008

Desporto e as lesões

Praticar desporto faz parte de um estilo de vida saudável, mas existem alguns cuidados a ter para evitar lesões musculares e articulares. Rupturas de ligamentos, luxações de articulações ou simples entorses são algumas das lesões que podem atingir os desportistas, independentemente de serem jogadores profissionais ou apenas atletas de domingo. As lesões no desporto amador acontecem muito por não haver cuidados com o aquecimento, uma alimentação adequada ou a escolha certa do calçado. Na alta competição há todas estas preocupações, mas depois acontecem lesões devido ao overtraining, ou seja, o músculo ultrapassa o seu limite. Os membros inferiores são os mais atingidos pelas lesões durante a prática de desporto. Em relação às articulações, o joelho é a que mais sofre, seguindo-se as lesões musculares.

A dor muscular que se sente após um exercício físico é uma dor perfeitamente normal que vai passar com a regularidade do exercício. É frequente quem não pratica exercício com regularidade ter muitas dores musculares após 24 horas e ter também aquilo a que vulgarmente chamamos cãibras.

cãibra

A cãibra já foi experimentada pela maior parte da população: é um espasmo muscular (contracção involuntária) que ocorre por contracção exagerada do músculo; acaba-se a energia e o músculo, em vez de relaxar, contrai. Conhecem-se algumas causas que estão relacionadas com as cãibras, como consequência de falhas do impulso nervoso, fadiga muscular, falta de alongamento dos músculos antes dos exercícios, circulação reduzida e deficiência em minerais, normalmente o cálcio, o sódio e o potássio. Outros investigadores acreditam que a deficiência electrolítica provocada pela carência conjunta de magnésio, cálcio e potássio também pode ser um dos factores que causam a cãibra.

Pedalar sem fazer antes um bom aquecimento ou tendo feito um alongamento inadequado é prejudicial. Aconselha-se que o atleta em dias de competição inicie o seu alongamento logo ao acordar. Em competições como provas de ciclismo alguns atletas costumam ter cãibras, mas continuam a prova mesmo com dor, para não perderem tempo. Normalmente esticam bem a perna no próprio pedal, para tentar aliviar a dor, mas isso é um erro. Ao sentir sintomas de cãibra, por mais importante que seja a prova, pense na sua saúde antes do título, pois continuar, além de bastante doloroso, só faz agravar a situação, podendo trazer problemas irrecuperáveis. A região mais atingida pela cãibra costuma ser a barriga da perna, vulgarmente designada por gémeos – gastrocnémios (este músculo e o solear formam o tricípede sural, músculos que constituem a barriga da perna), sendo muito comum em ciclistas, nadadores, jogadores de futebol, corredores e em outros desportistas quem trabalhem muito as pernas. No caso de ter cãibra, o procedimento mais indicado para obter algum alívio imediato é contrair o músculo oposto ao que está a doer. Se a cãibra for na barriga da perna, basta alongar os músculos da parte da frente, esticando o pé para trás. Uma vez que a resposta de cãibra tenha sido desencadeada, ela pode durar algum tempo.

Desenho animado

Para recuperar melhor do exercício e evitar lesões musculares, siga alguns conselhos:

  • Se sentir algo errado pare imediatamente o exercício, tentando moderar as suas actividades de modo a não exercitar excessivamente os seus músculos.
  • Na cãibra muscular estique o membro afectado e tente relaxá-lo. Após a cãibra, não comece novamente a correr, caminhe devagar durante algum tempo.
  • A quinina é uma droga eficaz para reduzir as cãibras musculares: funciona como relaxante muscular. Mas o seu consumo em excesso pode causar fraqueza muscular.
  • Coma bananas. A banana aumenta os níveis de potássio, o que ajuda a prevenir rupturas e cãibras musculares.
  • Arrefeça a zona afectada. Utilize sacos de gelo sobre o músculo afectado de forma a reduzir o traumatismo muscular. O frio ajuda os vasos sanguíneos a contraírem-se, afastando o excesso de irrigação do músculo atingido.
  • Evite o calor. O calor não é favorável; pode parecer que melhora mas é altamente prejudicial, pois aumenta a circulação sanguínea dilatando os vasos e provocando estragos musculares.
  • Tome um anti-inflamatório caso as dores se tornem intensas.
  • Mantenha-se em movimento. Após o trauma muscular, no dia seguinte, a última coisa que lhe apetece é movimentar-se, mas deve fazê-lo. Estudos provaram que o exercício ligeiro ajuda a recuperação.
  • Um dos melhores remédios para o músculo dorido é um bom banho em água fria acompanhado de movimentos ligeiros. A natação é um óptimo tónico para todos os músculos.
  • Beba muitos líquidos, principalmente água. Uma das causas das cãibras musculares é a desidratação.
  • A massagem é óptima na recuperação muscular.
  • Exercícios de «aquecimento muscular». Sempre que fizer exercício aqueça primeiro os músculos, nem que sejam tarefas de esforço.
  • Aprenda os seus limites; cada um tem o seu próprio limite: aprenda o seu e não volte a cair em excessos.
Texto por Sofia Baptista, retirado do site da Associação Juvenil da Ciência

Volte Sempre!

Anúncios

Janeiro 30, 2008 - Posted by | Sem-categoria

6 comentários »

  1. Ola colegas,
    Gostamos muito do vosso site.Achamos o vosso tema bastante sugestivo e apropriado aos dias que correm. Continuação de um bom trabalho.

    Comentar por catarina e joana | Fevereiro 18, 2008 | Responder

  2. ai que doi m o pe

    Comentar por coiso | Setembro 22, 2008 | Responder

  3. Olá,

    Tenho caimbras terríveis. Normalmente em toda a perna e nas duas pernas ao mesmo tempo . Os pé ficam tortos e não consigo movimentar. A dor é lacerante, alguém já teve ou passa por isso ?

    Comentar por Kildane | Outubro 21, 2008 | Responder

  4. O melhor truque para prevenir as caimbrãs é ingerir potássio, que se pode encontrar nas bananas por exemplo.

    Deve também sempre fazer alongamentos, antes e depois do exercício.

    Comentar por desportoenatureza | Maio 6, 2009 | Responder

  5. Á cerca de 1 semana atrás joguei a bola de cabeça e reparei que fiquei com uma dor de lado mas nao sei grande importancia até porquq nao doia muito.
    O problema foi depois do treino, sempre que espirro, tusso, e tambem quando me rio a dor dá-se é mais ou menos na parte onde nós por vezes temos a dor de burro.
    Será que me pode dizer o que será isto? Terá sido um mau jeito?
    Muito obrigado.

    Comentar por Ruben Simoes | Abril 19, 2011 | Responder

    • Caro Ruben,

      Não possuo conhecimento suficiente para satisfazer a sua dúvida. O melhor que posso fazer é aconselhá-lo a consultar um médico.

      Em nome do grupo,

      Rui Santos

      Comentar por desportoenatureza | Maio 6, 2011 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: